Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mood du Jour

Mood du Jour

Mãezices

Sou, assumidamente, uma Mãe lamechas. Não chorei quando o meu babé nasceu, mas a partir daí tenho chorado bastante - umas vezes de desespero, mas a maior parte de alegria. É assim, sou de lagrima mesmo mesmo fácil, e com as hormonas aos saltos como têm estado ainda mais, claro.

Ontem, foi mais um momento de "mãezice" extrema...

 

O baby já fez 3 meses, e está todo crescido - 6.200kg, quase 70 cm de comprimento... E tínhamos decidido que quando viessemos das mini-férias, ele iria para o quarto dele. Por uma série de motivos, sendo o mais importante o facto de ele já não caber muito bem no bercinho e ter de mudar para a cama de grades. 

E tínhamos decidido que era ontem.

 

Mas a verdade é que eu não estava preparada!

 

Primeiro porque queria arrumar tudo com calma, fazer a cama dele, fazer a cama grande que está no quarto dele caso seja preciso lá ficar, por pilhas no boneco que vai dar luz e musica, por o sensor do Angel Care debaixo do colchão, por fraldas no fraldario que a mummy fez, etc...

Depois, e sobretudo, porque de repente realizei que ele não vai ficar pequenino para sempre... ele ir para o quarto dele é o 1º de muitos passos que já sei de antemão que me vão custar... quando o deixar no berçario o 1º dia... quando ele for dormir a casa de um amigo pela primeira vez... quando od eixar no liceu pela 1ª vez... quando ele for fazer Erasmus... quando decidir ir morar sozinho... quando casar...

 

Sim, eu sei que é idiota sofrer por antecipação, mas de repente vi a vida toda dele à minha frente, e uma sucessão de momentos de "crescimento" dele...E desatei num pranto, claro está!

 

Resumindo: ele não mudou ontem para o quarto dele. Mas muda Sábado, sem falta. E Sábado vou arrumar tudo com calma. E quando chegar à noite vou deita-lo na cama dele. E vou adormece-lo. E depois vou sair do quarto e deixa-lo ficar. E o meu bebé vaid ar um pequeno passinho para a longa caminhad que vai ser "crescer". E vai-me custar, mas também me vai saber bem. E a vida é mesmo assim. :)

 

É como diz a blogger do "As nove no meu blog" - um dia, temos mesmo de dizer: 

 

wild